PSL só se manifestou em plenário contra o “golpe do fundão” após o término da votação