Ricardo Barros poderá acessar dados coletados pela CPI em que ele é citado