Caderno 1

Serra Talhada: Duquinho assume o PSB e com possível chegada do PT para apoiar Paulo Câmara, muda discurso em relação ao prefeito de Serra Talhada

05 dezembro 2017
Anuncio

O empresário João Duque Filho (Duquinho) por anos à frente do PMDB de Serra Talhada, anuncia que sai do partido e vai disputar uma cadeira na Assembleia Legislativa do Estado pelo PSB do governador Paulo Câmara.

Não faz muito tempo que Duquinho, na bancada do programa O X DA QUESTÃO na Rádio Líder FM jurou fidelidade ao PMDB e a Jarbas Vasconcelos, quando da chegada do senador Fernando Bezerra Coelho ‘atropelando’ o diretório estadual.

O empresário naquele momento também se apresentava como candidato a deputado estadual pelo PMDB e textualmente afirmou que “o PMDB de Serra Talhada vai para onde Jarbas for”.

Como se vê, nem tudo que se diz na política ‘se escreve’. Não passou muito tempo e Duquinho já não marcha mais com Jarbas e seu grupo e se apresenta como candidato do PSB, partido do qual, passa a ser o presidente do diretório municipal, pelo menos segundo informações.

O PSB, que já foi dirigido pelo ex-vereador Ronaldo Melo, atualmente fiel escudeiro do prefeito Luciano Duque, caiu nas mãos do ex-prefeito Carlos Evandro, apesar de que, pelo que se sabe, embora presidente de fato, Carlão nunca foi presidente de direito, e até poucos dias atrás  o ex-prefeito garantia que o partido estava sob a presidência da sua esposa, a ex-primeira dama Socorro Brito, agora de repente aparece como tendo à frente o empresário João Duque Filho.

Duquinho é irmão do atual prefeito de Serra Talhada, Luciano Duque (PT), com quem rompeu já nos primeiros meses do primeiro mandato do mesmo, em 2013. Embora irmão, Duquinho se notabilizou como um dos mais ferrenhos críticos da gestão petista de Serra Talhada. Nunca poupou criticas, principalmente ao não cumprimento de compromissos firmados pelo prefeito, entre veles os corriqueiros ‘calotes’ da gestão municipal.

Agora que migra para o PSB, Duquinho mudou drasticamente seu discurso. Em uma rádio local neste último final de semana ele amenizou as criticas ao irmão chegando a dizer  “ele (Luciano Duque) tem acertado em muitas coisas, tem feito uma boa gestão e ele está em um momento estrela, vamos colocar dessa forma. Luciano, fez bons movimentos”.

Para analistas políticos locais o novo comportamento de Duquinho deve ser visto de duas formas, uma delas é de que de fato existe uma aproximação do PT com o governo do estado, conforme se comenta nos bastidores da política, e para isso o partido (PSB) e nesse caso o próprio Duquinho tem que fazer um discurso de aproximação, e o outro é de que existe interesse familiar de um apoio de Luciano à candidatura do irmão, para leva-lo a Alepe, nesse caso, o deputado Augusto César sofre um sério risco de perder o apoio tão decantado do prefeito.

Será muito bem vindo, com certeza (uns votinhos pra mim). Entre a gente nunca houve briga, a gente tem uma diferença política. Mas eu sempre falo com o prefeito, ele sempre me cumprimenta quando a gente se encontra. Somos do mesmo sangue. Política é uma coisa, família é outra”, disse Duquinho sobre um possível apoio de Luciano.

Compartilhe:

2 Comentários

  1. Roberto Lira says:

    Mais uma derrota das oposições, que sequer existe.
    Tudo indica q agora Luciano vai pro PSB, que com Carlos Evandro criava um certo “constrangimento”.
    E nessa dança, Augusto cai fora do apoio da Prefeitura, Sebastontão justifica o seu largo sorriso ao ver Lulu no aeroporto, e inicia-se a nova aliança dos que ontem se engalfinhavam-se.
    O povo que paga de otário mais uma vez!
    Pra onde Victor Oliveira será jogado por Sebastontão é que ainda não alcancei. Mas como a cachorrada ainda tem muito tempo pra xingar e se abraçar, vamos ver.

  2. Augusto says:

    No meu ver, o PSB deixa de ser uma Sub legenda do PR. Acredito que é uma grande manobra do Ronaldo Melo que sempre foi o Presidente do partido, mesmo Carlão achando que tinha esse poder. Ronaldo junto com Luciano e ainda nos quadros do PSB claro que iria levar o PSB para o lado Duquista. Acredito que Ronaldo com aval do prefeito Luciano Duque possa apoiar Duquinho. Acho que seja isso. Ronaldo é sempre fiel ao grupo que pertence. Foi fiel a Campos e só deixou o Governo do Estado por apoiar Duque e políticos que se acham maiores pedir seu cargo ao governo. Um erro do governo no meu ver, qual trabalho do novo acessor aqui na cidade? não tem quem defenda a gestão Paulo Câmara. Ronaldo era mais atuante, assim como vem sendo atuante em defesa do governo Duque.

Deixe seu comentário

Sobre o Autor

Redação Caderno 1

Posts Relacionados

Curta Nossa Página