Caderno 1

Prefeito de Carnaíba em prestação de contas dos primeiros cem dias de governo critica antecessor e esquece de falar sobre o aumento dos professores

19 abril 2017
Anuncio

 

O prefeito Carnaíba, cidade do Sertão do Pajeú, no interior de Pernambuco, Anchieta Patriota (PSB), esteve ontem (terça-feira, 18) na Rádio Pajeú, de Afogados da Ingazeira, onde fez uma prestação dos 100 primeiros dias desta sua gestão à frente do executivo municipal.

Anchieta é prefeito de Carnaíba pela terceira vez. Foi eleito e reeleito anteriormente, na sua saída ele conseguiu ainda emplacar o seu sucessor, o agora ex-prefeito José Mário Cassiano, com  quem, já no final do mandato do mesmo (2016) rompeu e lançou-se candidato para sua sucessão.

Agora depois de eleito, na prestação de contas dos 100 primeiros dias da gestão, Patriota usou os microfones da rádio para escancarar as ‘mazelas’ do seu antecessor e ex-aliado.

Anchieta falou da herança recebida pelo antecessor. “Recebemos um débito de R$ 4,5 milhões”, afirmou. Patriota detalhou débitos com INSS (quase R$ 800 mil), transporte escolar (R$ 562 mil), combustível (R$ 120 mil), dentre outros. “Alguns débitos vamos encaminhar para análise do TCE”, adiantou.

O atual prefeito da terra do poeta Zé Dantas disse já estar tocando ações de reestruturação de estruturas como do Pátio de Eventos Milton Pierre e Ginásios de Esportes. Quanto aos recursos dos precatórios  da educação, que manteve em conta após briga jurídica com a gestão anterior, afirmou aguardar entendimento do TSE para saber como aplicar.

Anchieta Patriota ironizou a ação de Investigação Eleitoral da Coligação da chapa Didi / Luís Alberto (PTB/PTC), questionando a contabilidade da campanha da chapa encabeçada por ele. A ação será debatida no TRE. “Todas as contas foram aprovadas. Não teremos problemas. Mas eles não se conformam,. Se eu levasse surra de 5 mil votos como eles, já teria saído disso a muito tempo”.  Disse ser mentira que servidores efetivos da Prefeitura ganhem menos que o mínimo.

Patriota não se referiu, no entanto as questões relativa ao pagamento do piso dos professores da Rede Municipal de Ensino, que vem sendo cobrada pelo vereador Gleybson Martins (PDT), que disse  inclusive que entraria com representação sobre a questão no Ministério Público. Segundo o vereador, apesar de já ter enviado ofício pedindo providências ao prefeito, até agora nada foi feito.

(*) com conteúdo do Blog de Aryel Aquino

Compartilhe:

Deixe seu comentário

Deixe seu comentário

Não há comentários no momento, deixe o seu!

Escreva seu comentário

Deixe seu comentário

Sobre o Autor

Redação Carderno 1

Posts Relacionados

Curta Nossa Página